ACPL Engenharia

Abril Verde: Uma reflexão sobre a Segurança do Trabalho

Esse mês foi escolhido para a conscientização de prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, em decorrência da tragédia ocorrida em 28 de abril de 1969 em uma mina da cidade de Farmington, estado da Virgínia, nos Estados Unidos, onde uma explosão matou 78 trabalhadores.

 Em 2003, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) instituiu a data 28 de abril como o Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho, usando como símbolo o laço verde.

 Através de encontros, palestras, seminários, debates e mobilizações, o movimento dissemina uma cultura prevencionista permanente, estimula a adoção de práticas e procedimentos corretos, além de chamar a atenção da sociedade brasileira para a realidade dos acidentes e doenças ocupacionais.

 “ Temos que reduzir o número de acidentes que ocorrem nas empresas, todos nós somos responsáveis por isso. Acreditamos que criando um ambiente seguro, mantendo uma rotina de inspeções e capacitando periodicamente os trabalhadores, fica mais fácil adotar uma postura interdependente. Não menospreze os procedimentos de segurança impostos pela empresa, valorize a vida! ”

Comenta André Alves, Engenheiro de Segurança do Trabalho do Grupo Acoplation.

 O Brasil ocupa o quarto lugar no ranking mundial, onde a cada 48 segundos acontece um acidente de trabalho e a cada 3h38 um trabalhador perde a vida, pela falta de uma cultura de prevenção à saúde e à segurança.

Destacam-se as principais causas de acidentes de trabalho no Brasil:

·  Não utilizar o EPI adequado;

·  Negligência na instrução ao trabalhador;

·  Falta de conhecimento técnico;

·     Atitudes imprudentes;

·     Ausência ou negligência na fiscalização;

·     Não-cumprimento de leis trabalhistas;

·     Negligência aos direitos dos trabalhadores;

·     Não-manutenção ou não-reposição de maquinários.

 Os acidentes de trabalho não ocorrem por acaso, entender as principais causas é o primeiro passo para preveni-los e assim, promover mais segurança, saúde e qualidade de vida aos trabalhadores.

 Apesar das mudanças tecnológicas estarem diretamente relacionadas a quantidade de acidentes nos últimos anos, pela diminuição da exposição aos riscos, a evolução mesmo só será sentida com uma mudança de mentalidade e a adoção de uma postura proativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *