ACPL Engenharia

Gestão de Pessoas no Pós-Covid-19

A Covid-19 chegou sem avisos, sem indícios e sem tempo hábil para programações e planejamentos. Fomos todos obrigados a entrar em um modo que não estávamos preparados. E todos sim, refiro-me a todos. Dentro de uma empresa incluo o presidente, estagiários, aprendizes….toda a cadeia de empregados. E sem saber o tempo de duração desta situação as adaptações foram ocorrendo de acordo com as demandas e os aprendizados foram na prática diária.

Com esse impacto tão repentino, quase que como um soco de estômago, fizeram com que as empresas repensassem seus momentos e suas culturas. Empresas de todos os portes foram obrigadas a se reinventar para sobreviver no mercado.

E um fato todos nós já sabemos após esses 04 meses de um novo legado algumas práticas novas vieram para ficar. Aprendemos nova postura de trabalho, novas ferramentas, novo olhar para o outro. Práticas usuais e conservadoras irão mudar, já estão mudando.

Para um país conservador como o Brasil o home office ainda era uma realidade pequena, vista geralmente em empresas multinacionais que já tinham essa prática em seus países de origem. Hoje várias pesquisas apontam que mesmo pós-covid a prática do home office será absorvida pelas empresas. Talvez não na totalidade como nos foi imposto, mas sim alternando trabalhos presenciais e remotos.

E esse novo modelo coloca os líderes a mudar o olhar para equipe e sua forma de gestão.  O desafio da gestão agora é realizar a distância, e ao mesmo tempo se manter próximo, acompanhar e apoiar os colaboradores que também estão se adaptando aos novos moldes. O delegar passa ter uma força maior e a confiança tem peso primordial nas relações de trabalho. Quem não confia não delega, quem não delega não entrega. O rótulo da confiança mudou de patamar.

Para que a gestão a distância seja eficaz é de suma importância ter acesso às ferramentas certas e eficazes. É onde entram a tecnologia e suas plataformas essenciais no mundo atual. A informação precisa girar, e rápido. A segurança das informações será essencial em momentos tão virtuais. A área de Tecnologia da Informação também terá que se reinventar e suportar a todos para esta transição de modelo mental.

E não podemos deixar de falar das inseguranças surgidas. Todo movimento de transição e transformação gera insegurança, instabilidade, medo, preocupação. Faz parte do ser humano em seu processo de crescimento. E acredito que sim, que será crescimento o que iremos colher pós-covid-19. Profissões deixarão de existir com o tempo, mas é este mesmo tempo que nos trará novas profissões, novas possibilidade, novo horizonte e aprendizados constantes. 

Texto: Glicia Fernandes (Coordenadora de Recursos Humanos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *