ACPL Engenharia

Terceirizar ou primarizar?

As manutenções industriais são eventos periódicos e tem como finalidade o recondicionamento dos equipamentos, sistemas e instalações, a um nível adequado de confiabilidade para que seja garantida a produção.

É importante ressaltar que as paradas programadas de plantas industriais, principalmente aquelas de grande porte, é realizada por diversas categorias como, andaimes, elétrica, solda, pintura, mecânica, instrumentação, dentre outros. Como ponto crítico, é necessário reforçar a atenção aos riscos das atividades junto aos critérios de SMS, devido à elevada concentração desta mão de obra especializada.

Neste contexto, segue abaixo pontos importantes de uma atividade terceirizada e uma atividade primarizada.

Empresa especializada em montagem e desmontagem de andaimes:

  • Controle de custeio de itens específicos através de sistema ERP, equipe de suprimentos estratégica, com desenvolvimento de parcerias de fornecedores de insumos para trabalho em altura (Cintos de segurança, chaves, coletes, uniformes);
  • Controle de produtividade de equipes por HH / Dia / Mês, através de equipe de planejamento técnico corporativo;
  • Controle de melhores soluções de montagem, bem como projetos de engenharia, memorial de cálculo e lista de materiais;
  • RH e Jurídico – Banco de dados de avaliação de profissionais qualificados em montagem, supervisão e gestão de andaimes (mais de 15 mil CPF’s cadastrados), que propiciam a redução de passivos trabalhistas, rotatividade e custos com Turnover;
  • Equipe de segurança do trabalho específica, as equipes direcionam o trabalho não para as normas gerais, mas para a NR 18, NBR 6494 – ABNT. Com intensos treinamentos, comitês e workshops, há redução nas taxas de gravidade e frequência de acidentes, mesmo a atividade sendo considerada de alto risco;
  • Controle sistêmico de equipamentos (RM TOTVS), para reduzir perdas e custos com manutenção de equipamentos;
  • Remuneração de material apenas em uso, havendo material ocioso em pátio para reservas de montagem não tem custo.

Empresa não especializada em montagem e desmontagem de andaimes:

  • Alto Absenteísmo e Turnover, por falta de conhecimento específico de recrutamento da classe operária de montagem de andaimes;
  • Dificuldade de alinhamento dos operários ao plano de carreira da corporação, por se tratar de MDO de baixa instrução;
  • Aumento dos custos com MDO ao alinhar os funcionários aos benefícios sindicais da organização, que é mais atraente que das montadoras, como a PLR, Previdência, Plano de saúde, Plano de cargos e salários, dentre outros;
  • Os funcionários de empresas de montagem têm em média 12% de passivos enquanto em empresas não especialistas, esse número chega a 37% dos ex-funcionários. (Motivo: preocupação de não voltar ao mercado e sinergia das montadoras com informações sobre equipes);
  • Grandes custos com perdas de material e indenização das empresas locadoras e/ou alto custo de mobilização na compra de material, falta de processos de lubrificação e manutenção dos equipamentos.

Fica claro que a terceirização gera bons resultados, seja no controle de redução de tempo de retomada ou nas soluções de acesso com menor tempo e custo nas manutenções (Preventiva, Preditiva, Corretiva). Como conclusão, pode-se destacar também outro ponto importantíssimo, o foco por parte do contratante no seu produto ou serviço, que é o seu Know how.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *